rio

rio

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

ORQUESTRA GLENN MILLER NO PORTO -26.02.2020


ORQUESTRA GLENN MILLER

BY- NECA MACHADO




O Palco da CASA DA MUSICA, Sala Suggia no Porto-Portugal, foi pequeno esta semana (26.02) para receber uma das mais tradicionais BIG BAND mundiais, a ORQUESTRA GLENN MILLER que tem público cativo, de jovens a idosos, o verdadeiro espetáculo musical tendo à frente o MAESTRO RAY MAcVAY encantou os presentes, trazendo sucessos como “Moolight Serenade e New York, New York”, dando sequência a verdadeiros concertos do festival de inverno europeu 2020 em Portugal.


Como Jornalista sempre me antecipo antes do show, para ver se encontro algum integrante no Café e congratula-los pelo trabalho, e fui premiada com a presença do Maestro RAY MAcVAY e do baixista Bart Delaney, que foram gentis e fizeram uma foto ao meu lado.


(FOTO2 - NECA MACHADO- AMAZÔNIA)


Glen Miler Orquesta es una big band formada por Glenn Miller em 1937. Miller já havia formado uma banda antes, em 1936, mas a dissolveu pois a considerava parecida demais com outras bandas da época.
O novo grupo, arranjado em torno de um clarinete e um saxofone tenor melódicos, enquanto os outros três saxofones faziam a harmonia, se tornou bastante popular e gravou vários sucessos, como "Moolight Serenade", "In the Mood", "Tuxedo Junction", "Chattanooga Choo Choo" e "I've Got a Gal in Kalamazoo".
Após o desaparecimento de Miller em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial (em um avião que partiu da Inglaterra a caminho de Paris, onde se apresentaria com sua orquestra para as tropas aliadas), a banda foi reconstituída sob a direção de Tex Beneke, saxofonista, cantor e um dos amigos mais próximos de Miller. Anos depois a família de Miller, tendo seguido caminhos distintos de Beneke, contratou Ray McKinley, baterista da banda da Força Aérea do Exército dos Estados Unidos de Miller para organizar uma nova "banda fantasma" em 1956.
A Glenn Miller Orchestra continuou a gravar e a se apresentar com vários líderes, e permanece excursionando até os dias de hoje. O atual trombonista, Larry O'Brien, lidera a banda.
INTEGRANTES
MAESTRO- 2020 - Ray McVay, 

·         Larry O'Brien - trombone, direção musical
·         Julia Rich - vocais
·         Ryan Garfi - vocais
·         Kevin Sheehan - saxofone
·         Bryan Wente - saxofone
·         Scott Van Domelen - saxofone
·         Gregory Pflugh - saxofone
·         Nathan Heald - saxofone
·         Ashley Hall - trompete
·         Joe Harris - trompte
·         Gary Lamb - trompete
·         Mike Rocha - trompete
·         George Reinert III - trombone
·         Chris Fortner - trombone
·         Adan Smith - trombone
·         Jason Bennett - trombone
·         Ron Mills - piano
·         Denton Elkins - bateria
·         Bart Delaney - contrabaixo


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

GENEBRA ENCANTADORA, RICA, CARA E UM PASSEIO SINGULAR


“VIAJAR, É SER TESTEMUNHA DOS ENCANTOS DO MUNDO”
(GENEBRA ENCANTADORA)


(NECA MACHADO, MORA NA EUROPA)


BY: (Neca Machado)
BIOGRAFIA
Neca Machado (Ativista Cultural, altruísta, Folclorista, Contadora de Estórias, que preserva os sabores e saberes da Amazônia, através dos Mitos e Lendas da Beira do Rio Amazonas no extremo norte do Brasil, é, Administradora Geral, Artista Plástica, Bacharel em Direito Ambiental, Especialista em Educação Profissional, Escritora de Mitos da Amazônia, fotografa com mais de 100 mil fotografias diversas por 11 Países (Europa, Oceania, América do Sul) 2016, classificada  em 2016  na obra brasileira “Cidades em tons de Cinza”, de novo em 2017, Concurso Urbs,  classificada com publicação de um poema na obra Nacional, “Sarau Brasil”, Novos Poetas de 2016, de novo em 2017, 2018 e 2019. Pesquisadora da Cultura Tucuju, Contista, Cronista, Poetisa, Coautora em 27 obras lançadas em Portugal em 2016, 2017, 2018 e 2019. Autora independente da Obra Mitos e Lendas da Amazônia, Estórias da Beira do Rio Amazonas, publicada em 02 edições em Portugal em 2017, edição limitada, Coautora na obra lusa, lançada em Lisboa em 09.09.2017, A Vida em Poesia 2, coautora na obra “A vida em Poesia 3”, 2018, coautora na obra “a vida em poesia 4” (14.09.Lisboa-2019) coautora na obra lançada em Genebra- Faz de Conto (Make believe) bilíngue, português e inglês, 2018, coautora na obra lançada em Zurique “Tributo ao Sertão-2018”, coautora na obra lusófona (Além da terra, além do céu, lançamento em São Paulo- 2018) co autora na obra lusa – Liberdade-editora Chiado-2019, co autora na obra lusa Poem’art, Porto-2019. Licenciada Plena em Pedagogia, Gastro-Foto-Jornalista, Blogueira com 30 blogs na web, 26 no Brasil e 04 em Portugal, Quituteira e designer em crochê.)


FOTOS - NECA MACHADO



(GENEBRA ENCANTADORA)

Existem presentes SINGULARES na vida, e um deles é UMA VIAGEM que marque e deixe na memória, os melhores momentos contemplados.
Porem, quem viaja, deve se PLANEJAR com antecedência, fazer economias, conhecer o roteiro e se desprender de vaidades.

GENEBRA É ENCANTADORA.
FOTOS - NECA MACHADO


 É uma cidade RICA NA EUROPA, muito cara, com independência total de tecnologia para não INCOMODAR os moradores, os taxis são caros, muitos falam inglês, mas a língua oficial é o francês, o dinheiro não é o euro, é o franco suíço, e muitos taxistas são estrangeiros e não gostam de dialogar, a comida para quem gosta de comer bem (com fartura) é na maioria gourmet, pouca comida, muita visualização e as vezes sem tempero, as bebidas e refrigerantes são muito caros, até o souvenir não é barato, então se prepare.


FOTOS - NECA MACHADO

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

 Nota: Para outros significados, veja Genebra (desambiguação).

FOTOS - NECA MACHADO


Genebra (em francêsGenève, em alemãoGenf, em italianoGinevra e em RomancheGenevra) - o pagus Genevensis- é uma cidade da Suíça, localizada no oeste do país, figurando como a segunda mais populosa cidade suíça, depois de Zurique — e a mais populosa da região da Romandia, a parte francófona da Suíça. Situada onde o rio Ródano deixa o Lago Lemano, no chamado Pequeno Lago ou Lago de Genèbra[ é a capital do Cantão de Genebra. O gentílico de Genebra é genebrino/a
A cidade propriamente dita tinha em janeiro de 2009 uma população de 183 287, e o cantão de Genebra contava 446 106 habitantes nesse mesmo período. A região da França que fazia limite com a região da Romandia, contava 293 000 habitantes em julho de 2009.
Como uma importante cidade global, Genebra é, ao lado de Nova York, o centro mais importante da diplomacia e da cooperação internacional em razão da presença de inúmeras organizações internacionais, fazendo de Genebra sede de diversos departamentos e filiais das Nações Unidas, da Cruz Vermelha e da UNESCO — fazendo com que a cidade tenha a alcunha de "Cidade da Paz, uma vez que lá foram assinadas diversos tratados em prol da paz mundial, incluindo, o durante a Convenções de Genebra que dizem sobretudo respeito ao tratamento de não-combatentes de guerra e Prisioneiros de Guerra.
Genebra é considerada um dos mais importantes centros financeiros do mundo, estando, segundo estudos de 2010, à frente de TóquioChicagoFrankfurt e Sydney segundo a financeira Global Index, e em terceiro lugar na Europa, depois de Londres e Zurique. Um exame feito pela Consultoria de Investimentos Mercer em 2009 a classifica como a terceira cidade com maior qualidade de vida no mundo (e na Suíça, superada somente por Zurique). Em 2011, foi considerada a quinta cidade mais cara para se viver no mundo

A economia de Genebra é principalmente orientada para serviços. A cidade tem um setor financeiro importante e antigo, que é especializada em Banco privado (Com gestão de cerca de 1 bilhão de dólares ativos) e ao financiamento do comércio internacional. É também um importante centro de comércio de comodidades.
Genebra acolhe a sede internacional de empresas como PrivatAir, JT International (JTI), Mediterranean Shipping Company, a Serono, SITA, Société Générale de Surveillance e STMicroelectronics. Muitas outras empresas multinacionais como a Caterpillar, DuPont, Take Two Interactive, a Electronic Arts, a INVISTA, Procter & Gamble e Sun Microsystems têm a sua sede européia na cidade. Hewlett Packard em Genebra tem sede na EuropaÁfrica e Oriente Médio.
Existe uma longa tradição de relojoaria (Baume et Mercier, Charriol, Chopard, Franck Muller, Patek Philippe, Rolex, Raymond Weil, Omega, etc.) Dois grandes produtores internacionais de aromas e fragrâncias, Firmenich e Givaudan, têm a sua sede e instalações de produção principal, em Genebra.
Muitas pessoas também trabalham nos escritórios de várias organizações internacionais localizadas em Genebra (cerca de 24.000 em 2001).
O Salão Automóvel de Genebra é um dos mais importantes no mundo. A exposição é realizada no Palexpo, um gigantesco centro de convenções localizado ao lado do Aeroporto Internacional.
Em 2009, Genebra foi classificada como a quarta cidade mais cara do mundo. Genebra desceu de quarto para oitavo lugar na pesquisa daquele ano. Genebra é classificada atrás de TóquioOsaka e Moscou em primeiro, segundo e terceiro respectivamente. Genebra também venceu Hong Kong, que ficou em quinto lugar.


LAGO LEMAN:

O chamado lago de Genebra é ladeado pela margem esquerda e direita do lago Lemano que fica no cantão de Genebra ou seja, a partir de uma linha que de Versoix, na margem esquerda, a liga a Hermance na margem direita. Antes de Versoix é o cantão de Vaud, e antes de Hermance à a zona francesa do lago.

JATO D’AGUA:

Jet d'Eau () é uma grande fonte em Genebra, na Suíça, acessível a partir do quai Gustave Ador . É um dos mais famosos marcos da cidade, sendo apresentado no site oficial de turismo da cidade na web e no logotipo oficial de Genebra de hospedagem de 2008 UEFA Championships. É também uma das maiores fontes do mundo.
Situado na rade de Genebra, no ponto onde termina o lago de Genebra e recomeça o rio Ródano, é visível em toda a cidade e do ar, mesmo quando voando sobre Genebra a uma altitude de 10 quilómetros (33.000 pés).


MONT BLANC:

Monte Branco (em francêsMont Blanc, em italianoMonte Bianco) é a mais alta montanha dos Alpes e da União Europeia, atingindo uma altitude de 4 808,73 metros, embora possa variar um pouco de ano para ano, em função das condições atmosféricas, é o primeiro dos cumes dos Alpes com mais de 4000 metros.
O Monte Branco é a maior montanha do Maciço do Monte Branco e faz parte da divisória de águas entre o mar Adriático e o mar Mediterrâneo.




terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

"JET D'EAU" DE GENEBRA, (JATO D'AGUA, ) NECA MACHADO VISITA DE PERTO NA ...

NECA MACHADO SE APOSENTOU EM 2019



NECA MACHADO ESTÁ ENTRE OS 119 PROFESSORES DO AMAPÁ QUE SE (APOSENTARAM) EM 2019.

*EU TENHO CONTRIBUIÇÃO AO AMAPÁ
(MORO NA EUROPA)


BIOGRAFIA

Neca Machado (Ativista Cultural, altruísta que preserva os sabores e saberes da Amazônia, através dos Mitos e Lendas da Beira do Rio Amazonas no extremo norte do Brasil, é, Administradora Geral, Artista Plástica, Bacharel em Direito Ambiental, Especialista em Educação Profissional, Escritora de Mitos da Amazônia, fotografa com mais de 100 mil fotografias diversas por 11 Países (Europa, Oceania, América do Sul) 2016, classificada  em 2016  na obra brasileira “Cidades em tons de Cinza”, de novo em 2017, Concurso Urbs,  classificada com publicação de um poema na obra Nacional, “Sarau Brasil”, Novos Poetas de 2016, de novo em 2017, 2018 e 2019. Pesquisadora da Cultura Tucuju, Contista, Cronista, Poetisa, Coautora em 27 obras lançadas em Portugal em 2016, 2017, 2018 e 2019. Autora independente da Obra Mitos e Lendas da Amazônia, Estórias da Beira do Rio Amazonas, publicada em 02 edições em Portugal em 2017, edição limitada, Coautora na obra lusa, lançada em Lisboa em 09.09.2017, A Vida em Poesia 2, coautora na obra “A vida em Poesia 3”, 2018, coautora na obra “a vida em poesia 4” (14.09.Lisboa-2019) coautora na obra lançada em Genebra- Faz de Conto (Make believe) bilíngue, português e inglês, 2018, coautora na obra lançada em Zurique “Tributo ao Sertão-2018”, coautora na obra lusófona (Além da terra, além do céu, lançamento em São Paulo- 2018) co autora na obra lusa – Liberdade-editora Chiado-2019, co autora na obra lusa Poem’art, Porto-2019. Licenciada Plena em Pedagogia, Gastro-Foto-Jornalista, Blogueira com 30 blogs na web, 26 no Brasil e 04 em Portugal, Quituteira e designer em crochê.)

NECA MACHADO, VISITA O "LAGO LEMAN" LAGO DE GENEBRA, O MAIOR LAGO DA EUR...

NECA MACHADO EM GENEBRA (SUIÇA-02.2020) "EU ME DOU PRESENTES" NÃO ACEITO...

terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

PUTAS VELHAS- MEMÓRIAS ( O LIVRO VAI SER LANÇADO NA EUROPA-2020)


NECA MACHADO



“MEMÓRIAS DE PUTAS VELHAS”
(LEMBRANÇAS AMARGAS)
*O SONHO EUROPEU DE CABOCAS DA AMAZÔNIA
RELATOS REAIS- PESQUISAS NA AMAZÔNIA






AMAZÔNIA-BRASIL





----------------------------------------------------------------------------------- 

APRESENTAÇÃO


          Como uma verdadeira Mulher da Amazônia, nascida no entorno do Poço do Mato, um logradouro cultural da cidade de Macapá, no estado do Amapá, extremo norte da fronteira com a Guiana francesa, banhado pelo majestoso Rio Amazonas, “sinto me na obrigação de deixar as futuras gerações este relato exaustivo de pesquisas realizadas por mim, ao longo de mais de três décadas”.
Escutei desde criança, estórias de terror de Mulheres ribeirinhas, que iludidas por sonhos de prosperidade com a valorização do “franco” moeda europeia da década de setenta, se aventuravam pelas correntezas do Rio Oiapoque, em busca de um futuro melhor, muitas morreram, desapareceram sob as aguas e nunca foram encontradas, outras sobreviveram para relatar a poucos ouvintes suas dores.
São mais de 200 relatos reais que escutei atenta sem interferir, e agora reproduzo de maneira literal em forma de contos, uma odisseia de terror. Muitas conseguiram sobreviver as doenças, as humilhações e as diferenças culturais entre o Brasil, extremo norte, muitas vieram também do Nordeste e a Europa. Outras não gostam de lembrar do passado, tem filhos oriundos dessas relações, muitas conseguiram cartas de residentes, outras tantas falam o idioma francês com fluência, porque Caiena na Guiana francesa continua sendo um Condado da França.
São estórias reais com a “minha característica” de reproduzi-las com pura emoção literal.





(NECA MACHADO, ESTÁ APOSENTADA E MORA NA EUROPA)


BIOGRAFIA
Neca Machado (Ativista Cultural, altruísta que preserva os sabores e saberes da Amazônia, através dos Mitos e Lendas da Beira do Rio Amazonas no extremo norte do Brasil, é, Administradora Geral, Artista Plástica, Bacharel em Direito Ambiental, Especialista em Educação Profissional, Escritora de Mitos da Amazônia, fotografa com mais de 100 mil fotografias diversas por 11 Países (Europa, Oceania, América do Sul) 2016, classificada  em 2016  na obra brasileira “Cidades em tons de Cinza”, de novo em 2017, Concurso Urbs,  classificada com publicação de um poema na obra Nacional, “Sarau Brasil”, Novos Poetas de 2016, de novo em 2017, 2018 e 2019. Pesquisadora da Cultura Tucuju, Contista, Cronista, Poetisa, Coautora em 27 obras lançadas em Portugal em 2016, 2017, 2018 e 2019. Autora independente da Obra Mitos e Lendas da Amazônia, Estórias da Beira do Rio Amazonas, publicada em 02 edições em Portugal em 2017, edição limitada, Coautora na obra lusa, lançada em Lisboa em 09.09.2017, A Vida em Poesia 2, coautora na obra “A vida em Poesia 3”, 2018, coautora na obra “a vida em poesia 4” (14.09.Lisboa-2019) coautora na obra lançada em Genebra- Faz de Conto (Make believe) bilíngue, português e inglês, 2018, coautora na obra lançada em Zurique “Tributo ao Sertão-2018”, coautora na obra lusófona (Além da terra, além do céu, lançamento em São Paulo- 2018) co autora na obra lusa – Liberdade-editora Chiado-2019, co autora na obra lusa Poem’art, Porto-2019. Licenciada Plena em Pedagogia, Gastro-Foto-Jornalista, Blogueira com 30 blogs na web, 26 no Brasil e 04 em Portugal, Quituteira e designer em crochê.)



 CRONICAS DA NECA MACHADO

“MEMORIAS DE PUTAS VELHAS-LEMBRANÇAS AMARGAS”

(PUTA FOLÓ)*

         Sentada em uma velha cadeira de macarrão curtida, com alguns fios soltos em uma varanda dentro do Lago onde ainda com lagrimas nos olhos, reclamava por não ter tido um lugar melhor para morrer no fim da vida, ela apenas escutava o canto dos Sapos dentro “daquele inferno” na terra, e se perguntava: porque essas porcarias não param de gritar mesmo com chuva?

Nunca foi uma Mulher para morrer dentro do Lago, rodeada de aningas, uma ponte podre, ratos sobre a mesa do jirau, vermes por todo lado, o barulho das músicas ensurdecedoras dos fins de semana de seus vizinhos mal-educados, que não a deixavam dormir, o cheiro de merda dos banheiros ao ar livre a incomodavam, a cabeça coçava, eram piolhos, cruz credo, e olha que contradição, ela que era da noite, triste fim para uma PUTA VELHA.

Era linda, corpo escultural, cabelos ondulados, vaidosa, seus seios cheios de sedução, suas pernas, um pouco tortas, mas era de menos, mesmo “na vida” ela ainda tentou ter família, teve filhos de vários casamentos, que agora tentavam sua sorte, muitos sem sorte, teve um que ela se amargurava, tinha orgulho dele, mas, ele: contava para as falsas amigas; nunca teve sorte, “agora se juntou com uma Puta velha cheia de filhos pra ele criar, olha a sina do coitado”.
E aí, se lembrou da briga que teve no Cabaré com outra PUTA VELHA.
Foi um auê! Sorriu sem dentes.

FATOS

            Na caixa de som meio fanhosa do velho Cabaré no fim dos infernos, os clientes tentavam dançar ao som de músicas românticas, encostados nas quengas, se excitando para acabarem a noite em catres ou leitos das caceteiras, cheios de ilusões e sonhos que os tornariam realidade, quando a luz se apagasse, e ela confiando numa falsa Amiga, contou-lhe seu segredo, disse que nunca mais confiaria em alguém: contou que tinha um cliente fixo que sempre que vinha de Caiena ficava com ela, (mas resmungou: cruz credo, o Homem é um Cavalo, me arrebentou toda, quase que fui pro gelo....”)
E pensou que o tal Segredo jamais fosse revelado.

Noite de sonhos, festa a rodar, a música de Altemar Dutra enchia o salão.

Sentimental eu sou, Eu sou demais
Eu sei que sou assim
Porque assim ela me faz
 As músicas que eu,
 Vivo a cantar Têm o sabor igual
 Por isso é que se diz Como ele é sentimental
 Romântico é sonhar
 E eu sonho assim
Cantando estas canções
Prá quem ama igual a mim.....

E ela, naquela noite, estava linda, fez o cabelo, pintou as unhas, vestiu seu vestido de festa, sapato alto, perfume barato…E conquistou um belo Peixeiro dono de uma embarcação de Pesca, que tinha até um carro vermelho, e não sabia, que ele era disputado pelas gorjetas que deixava.
Foi quando em uma dança, recebeu um chute na perna e quase caiu.
Era uma rasteira.
Foi quando escutou um grito ensurdecedor:
PUTA FOLÓ, ELA É FOLÓ!
O homem se espantou.

Se explicar, nem tinha explicação, a porrada correu solta, pontapés, puxão de cabelo, unha quebrada, cara cortada, gente correndo….Policia, mas, até no puteiro tinha policial de plantão, eles iam lá de vez em quando sonhar também.

Mas, enfim, ela agora, é só lembranças, e muitas AMARGAS.

PS.

FOLÓ era um termo usado para especificar FLACIDEZ VAGINAL.
Hoje com tanta tecnologia, a vagina volta a ter sua flacidez recomposta até por lazer. Basta ter dinheiro para recompor até o hímen. ( rs.......)