rio

rio

terça-feira, 30 de agosto de 2016

MORRE O ADVOGADO E PECUARISTA GILBERTO FIRMINO MARTINS +29.08.2016

GILBERTO FIRMINO MARTINS
*12.09.1968
+29.08.2016-AP

Por: Neca Machado



Próximo de comemorar seu aniversário em 12 de setembro, o advogado, administrador, radialista, pecuarista GILBERTO FIRMINO MARTINS deixa a sociedade amapaense atônita com seu brusco falecimento.
GILBERTO MARTINS era segundo seus familiares e amigos um verdadeiro gentleman, um ser humano singular que irradiava alegria por onde passava.
 No olhar de tristeza de seu irmão Jarbas, uma interrogação que não terá resposta, por que?

GILBERTO MARTINS era o último de seis irmãos (Plinio, Jarbas, Verenice, Abdon e Marli) filho dos Pioneiros do município de Breves Antero Rocha Martins falecido e Maria Nazaré Firmino Martins, deixa uma filha jovem Aimée.

GILBERTO MARTINS estudou na Universidade Federal do Pará, e sua família tradicional no ramo do comercio no centro de Macapá fez referência empresarial com a Casa Nauta.
GILBERTO MARTINS era a alegria das noites de sábado em um programa radiofônico ancorado pelo amigo desembargador Gilberto de Paula Pinheiro onde além de levar informação e entretenimento a população do estado do Amapá, informava de maneira descontraída as notícias sobre o agronegócio em terras tucujus, na companhia dos empresários Santo Antônio e Lucas Silva, onde era o legitimo representante do agronegócio amapaense.

Tive a oportunidade de inúmeras vezes participar da programação radiofônica e observar sua maneira peculiar de tratar seus amigos do interior onde não esquecia adjetivos carinhosos para homenageá-los.
GILBERTO MARTINS deixará uma lacuna na sociedade amapaense e no seio de seus familiares onde sua marca registrada o belo sorriso jamais sairá da memória dos que o conheceram na intimidade.
As lagrimas da sua irmã Verenice ao descrever o último encontro ocorrido no domingo passado, 28 percorrem o caminho da saudade onde a família reunida parece que segundo ela foi tomada pela emoção porque Gilberto trazia na alma o dom da oratória, era ele que servia como Mestre de cerimonial em quase todos os eventos familiares, porque as oralidades das palavras soavam como que traduzidas em sonetos pela sua facilidade de se comunicar.


GILBERTO MARTINS deixará seu sorriso de menino, deixará no coração de quem o amou, uma lacuna indescritível de nostalgia, onde as lembranças serão o balsamo para uma despedida precoce e cheia de mistérios.



segunda-feira, 29 de agosto de 2016

NECA MACHADO ESTÁ NA OBRA NACIONAL "CIDADES EM TONS DE CINZA"

CONCURSO NACIONAL DE NOVOS FOTÓGRAFOS 2016

(Com participação Internacional)
Por: Neca Machado

(Minha fotografia “Meninos no Rio Amazonas” foi PREMIADA por estar classificada entre os melhores 150 novos fotógrafos nacionais de 2016.)

“CIDADES EM TONS DE CINZA”
·        PREMIO URBS DE FOTOGRAFIA DIGITAL

·        ANTOLOGIA FOTOGRÁFICA NACIONAL 2016
Organização e Apresentação: Isaac Almeida Ramos
VIVARA EDITORA NACIONAL – BRASIL



O meu amor pela FOTOGRAFIA remonta décadas, gosto de contemplar, gosto de registrar e CAPTURAR IMAGENS, e o ano de 2016 foi um ano que posso dizer CHEIO DE EMOÇÕES, em março, estive em Portugal-Lisboa para o lançamento de minha primeira Obra Internacional onde sou coautora em um livro de Poemas com autores de Angola, Moçambique, Portugal e EU a ÚNICA brasileira na obra coletiva lusa, “Ecos de Apolo”, em 19 de junho meu segundo livro em terras portuguesas também foi lançado em Lisboa e sou coautora em uma obra de contos “Palavras (com)sentidas”.
Fiz minha inscrição no Concurso Nacional “Novos Fotógrafos” – urbsbrasil Cidades em tons de Cinza, uma antologia fotográfica nacional com fotos internacionais da Argentina, Cuba, Chile, Espanha, Holanda, Itália, New York e Portugal dentre outros.




Do extremo norte do Brasil, estado do Amapá, dois fotógrafos foram selecionados para a edição nacional 2016, e um deles SOU EU Neca Machado com uma fotografia de Crianças brincando sob o leito do Rio Amazonas, (Meninos no Rio Amazonas).




Para: Ansel Adams
“Não fazemos uma foto apenas com uma câmera: ao ato de fotografar trazemos todos os livros que lemos, os filmes que vimos, a música que ouvimos, as pessoas que amamos. ”

Na apresentação da obra Isaac Almeida Ramos carinhosamente escreve que      “ as cidades em construção e seus personagens contemporâneos ganham nas mãos dos fotógrafos a identidade visual do autor e dos instantes. Em ruas, praças, viadutos e esquinas que desvendam personagens anônimos. A Era da Fotografia Digital, que irrompe pelas ruas das cidades, ao escrever com luz e sensibilidade, a imagem capturada se torna conto, crônica, poesia..., esse mistério da fotografia em movimento, uma história sempre a ser contada. ”



SOU ASSIM, pura sensibilidade fazendo poesia com minha lente que hoje somam por mais de 11 Países, um acervo de aproximadamente cem mil fotografias, muitas delas feitas ao longo de meus cinquenta anos, ainda entrelaçadas nos rolos das maquinas antigas e quando me apaixonei pelas maquinas de disquete, ainda guardo nas gavetas milhares de fotos.
E agora meio século depois com o advento das maquinas digitais, este belo presente de fazer parte de uma ANTOLOGIA FOTOGRAFICA NACIONAL EM 2016 com uma foto aqui do Amapá, de meninos descalços em seus bailados sobre uma lama que repousa no leito do Rio Amazonas.
Tenho orgulho sim do que faço e ACREDITO imortalizando minhas emoções, quer sejam nas poesias que escrevo e nas fotos que capturo.

Neca Machado > 29.08.2016



AUTORIDADE INCOMPETENTE, UM DIA O CANCER VAI TE PEGAR, E AI, VOCE VAI ME ENTENDER

CÂNCER, BEM VINDO AO INFERNO

QUEM TEM CÂNCER NO AMAPÁ

É BEM VINDO AO INFERNO...

Por; Neca Machado-Amapá
(19.08.2016 as 4:00 da madrugada)

Muitas vezes não consegui compreender a dor do outro, mas ao me colocar na mesma situação do outro que sofre de câncer, percebi que não existe diferença.
“Quem tem familiar com CÂNCER ou DEPENDENTE DE DROGAS também é co dependente. ”

FATO REAL

Descobri há menos de 6 meses que o CÂNCER batia na minha porta sem avisar, sem bilhete, sem convite, sem MEDO de me confrontar, mas encontrou barreiras, sou forte e seremos os dois a travar uma batalha, que talvez tenha vencedor, mas, não me deixarei abater, me fortalecerá a cada dia.

Manfred meu esposo com quem convivo há 10 anos, foi diagnosticado com câncer de próstata no lado esquerdo, e aí começa minha ROMARIA.
O primeiro momento como todos que recebem a notícia e ficar sem chão, é procurar se apegar numa FÉ existencial, é buscar SOLUÇÃO, mas, o caminho para esta solução é íngreme e cheio de PEDRAS, muitas calcificadas pela insensatez de quem poderia dar qualidade de vida as pessoas que são CIDADÃS, mas infelizmente somos tratados feitos COISAS, inservíveis e sem direito por outros seres que também desconhecem o DIREITO.

SOU BACHAREL EM DIREITO

E através da Justiça vou tentar buscar atendimento para o Manfred.

São 03 processos que ingressei na Justiça Federal, no Ministério Público Estadual e no Juizado Especial pedindo uma tutela de Urgência para o caso dele que se agrava diariamente e sem SOLUÇÃO.
1.    Minha ROMARIA começa pelo Laboratório Central-Lacen onde recebi o resultado dos exames com alto grau no PSA.
2.    Retorno para o Posto do Perpetuo Socorro onde consegui registra-lo no Programa Medico da Família que só veio UMA VEZ na minha residência. E não consigo um especialista em urologia, mas volto com um pedido de URGÊNCIA para o HCAL. E NÃO TEM MARCAÇÃO DE CONSULTA no dia que estive lá.
3.    Tento marca uma consulta com o ONCOLOGISTA no Hospital Geral, atual HCAL, e não consigo. (Volto mais 3 vezes)
4.    RETORNO AO MINISTÉRIO PUBLICO ESTADUAL-PROMOTORIA DA SAUDE e me encaminham para o NOAT-Antiga Ouvidoria, que sem papel e sem vontade de alguns servidores, não me dão resposta. (Já se passam 02 meses de romaria sem solução.)
5.    RESOLVO PAGAR UMA CONSULTA PARTICULAR COM UM UROLOGISTA, QUE ME PEDE 02 EXAMES BÁSICOS > “UMA BIOPSIA E UMA CINTILOGRAFIA ÓSSEA. ”
6.    ALGUMAS CLINICAS DE MACAPÁ SÓ RECEBEM A CONSULTA EM DINHEIRO, não aceitam cartão de credito.
7.    Retorno com o pedido ao NOAT-SUS e só consigo uma ULTRA SOM DA PRÓSTATA quase 2 meses depois do pedido.
8.    E ELE MORRENDO AOS POUCOS, perdeu aproximadamente 20 quilos em 3 meses, desde que foi diagnosticado com CÂNCER.
9.    RESOLVO PAGAR A CINTILOGRAFIA ÓSSEA NA REDE PRIVADA, e encontro outra barreira, com tantos pedidos de pessoas diagnosticadas com CÂNCER no Amapá que até a rede privada tem fila de espera de mais de 15 dias.
10. Feito a cintilografia óssea e recebido o pedido depois de mais de 20 dias, recebo um telefonema do HCAL porque foi OBRIGADO pelo Juizado Especial através do meu pedido de Tutela que DESSE UMA RESPOSTA DO CASO DELE EM 03 DIAS.
11. “O ESTADO DELE INSPIRA CUIDADOS” TEM RISCO DE MORTE
12. OUTRA ROMARIA, SEM CONSULTA, SEM ATENDIMENTO, SEM SOLUÇÃO.
13. Enfim ele é encaixado em uma visita ao ASSISTENTE SOCIAL DA UNACON-AMAPÁ.
14. ELE SEM PODER ANDAR, já está perdendo a mobilidade das pernas porque tem METÁSTASES pelo corpo como comprova a cintilografia.
15. E o maior impacto recebo quando vou ao assistente social, que teria por OBRIGAÇÃO > ME AMPARAR como diz e preceitua seu juramento profissional: (Quase em descontrole emocional) analisa meus papeis e de maneira IRÔNICA me responde que há 30 anos o estado do Amapá NÃO FAZ BIOPSIA.
16. TODO ESSE ATENDIMENTO QUASE QUE EMERGENCIAL SÓ FOI POSSÍVEL PELA JUSTIÇA.
17. Saio de lá aos prantos, sem mais uma vez entender como um exame que tem exatidão das METÁSTASES não poderia servir como referencial para ele ser introduzido no tratamento com o oncologista. NÃO CONSIGO ENTENDER as dificuldades que os servidores impõem as pessoas LEIGAS, porque EU TENHO CONHECIMENTO e estou sofrendo na pele a HUMILHAÇÃO de precisar do atendimento PUBLICO.
18. O HCAL consegue uma consulta com um urologista.
19. MAS COMO VOU FAZER A BIOPSIA SE NÃO TENHO DINHEIRO? E se o tratamento só pode começar se EU TIVER A BIOPSIA?
20. QUEM VAI PAGAR?
21. COMO VOU FAZER?
22. QUEM VAI RESOLVER ESSA SITUAÇÃO?
23. Na fila de espera do HCAL, encontro outros como EU e cada um tenta resolver sua situação a seu modo, um me diz que fez um empréstimo, outro me diz que vendeu seus bens, outro me repete aos prantos que vendeu sua casa.....
24. E EU?
25. Ainda tento acreditar na Justiça
26. QUE PODERIA BLOQUEAR AS CONTAS DO GOVERNO PARA REALIZAR A BIOPSIA, porque ele só pode ser atendido se tiver a tal BIOPSIA.
27. Mas a culpa não é minha se o estado não investiu em tecnologia para execução de exames complexos como a tal BIOPSIA.
28. Consigo uma consulta de urgência com o urologista para analisar os exames que tenho.
29. Ele já está tomando remédio controlado para a DOR que é diária e não passa.
30. “Dia 18.08.2016 > Sento em um banco no BLOCO B para onde me encaminharam com ele para uma consulta 1 hora da tarde, chego 11 da manhã e fito a parede onde uma placa de inauguração de 1994 continua lá e onde parece que NADA MUDOU, a memória volta e revejo o mesmo local há mais de 40 anos onde estive lá com minha Mãe que já morreu e EU estou chegando aos 60 anos de idade.



31. BLOCO B DO HCAL >Local sem estrutura para atender centenas de pacientes de todos os tipos de doença, atendente mal-educada, falando alto, doentes com doenças infectas contagiosas que podem nos contaminar, calor, vendedores ambulantes, salas sem condições de recepção de pacientes idosos, ar condicionado sujo e sem manutenção, e a atendente falando alto onde escutei que um médico “conhecido” disse que NÃO FARIA MAIS CIRURGIAS e nem aceitava remarcações.

32. ASSIM. É O INFERNO, AQUI É O INFERNO, BEM VINDO AO INFERNO.


33. E de novo o médico repete na sala de consulta onde meu esposo foi atendido > ELE SÓ PODE COMEÇAR O TRATAMENTO SE TIVER A BIOPSIA > QUE O ESTADO NÃO FAZ.
34. Ele tem uma consulta com o oncologista QUE foi marcada pela interferência da Justiça do Amapá para o dia 15 de setembro de 2016. SERÁ QUE ELE VAI ESTAR VIVO ATÉ LÁ?

·         Macapá desde o governo de Janary Gentil Nunes que não fez investimentos na área do CÂNCER, emendas parlamentares foram destinadas aos MILHÕES para outros fins inservíveis, ATÉ A SAMAÚMA DO ARAXÁ RECEBEU quase meio milhão de emendas de um senador, familiares de Parlamentares e até do atual governador JÁ MORRERAM DE CÂNCER, um hospital na zona norte que serviria para o tratamento de câncer foi abandonado, pacientes esmolam todos os dias em busca de atendimento e não são somente amapaenses, vem gente de todo lugar e é MAL TRATADO E MORRE. A insensibilidade de autoridades é gritante, e nada fazem para dar SAÚDE A POPULAÇÃO QUE É UM DIREITO CONSTITUCIONAL, muita gente está morrendo por falta de atendimento e de remédios, secretários de SAÚDE DO AMAPÁ já foram condenados e até presos e nada se resolve.
·         O crime é ação e omissão, se São omissos em atender a população, são CRIMINOSOS e mereceriam estar presos, não o PACIENTE QUE MORRE E SERÁ UM PRESO ETERNO NO TUMULO.

·         BEM VINDOS AO INFERNO SE TEM CANCER,

·          MAS SE NÃO TEM, UM DIA VAI TER,

·         “UM DIA O CÂNCER VAI BATER NA TUA PORTA E VOCÊ VAI ME ENTENDER.”



SANTOS, MILAGRES E SOLUÇÕES, PARA MACAPÁ

ELEIÇÕES 2016 EM MACAPÁ

SANTOS, MILAGRES E SOLUÇÕES...
MACAPÁ PRECISA DE GESTÃO RESPONSAVEL, GENTE COMPETENTE.


1.    As eleições de 2016 em Macapá trazem de TUDO, propostas mirabolantes, gente que tem representante, gente velha com propostas milagreiras, ATORES MENTIROSOS, SOLUÇÕES..., para problemas crônicos na área da saúde, segurança e urbanismo, tem de TUDO.

2.    “JEITO NOVO, COM GENTE VELHA”

3.    “Faço política como poeta faz poesia, VERDADEIRA PSICOSFERA.”

4.    “MEU REPRESENTANTE”.... (PASTOR QUE TEM REPRESENTANTE NO AMAPÁ, ESTÁ SENDO INVESTIGADO POR TENTATIVA DE ESTUPRO EM BRASILIA).

5.    GENTE COMENDO SANDUICHE
6.    GENTE QUE NÃO CONSEGUE FALAR,
7.    GENTE QUE GRITAVA E NADA FEZ, GANHOU NO GRITO..
8.    GENTE INCOMPETENTE
9.    GENTE QUE VAI NA ESCORA DO OUTRO...
10. GENTE QUE SEQUER CONHECE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL. NUNCA ABRIU A CF.
11. GENTE QUE NÃO SABE O QUE UM VEREADOR FAZ,
12. GENTE JOVEM SEM PROPOSTA..
13. GENTE VELHA COM MENTIRAS NOVAS....
14. GENTE, GENTE, GENTE....
É PRECISO RENOVAÇÃO URGENTE, VAMOS ESPERAR.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

POLITICO QUE FAZ POESIA, MACAPÁ QUER GESTOR QUE AME SUA CIDADE DE VERDADE, E NÃO UM ATOR.

ELEIÇÕES 2016 EM MACAPÁ

TEATRO, BAIXARIA E POESIA.

Fernando Pessoa
“O Poeta é um fingidor que finge completamente, chega a fingir que é dor, a dor que deveras sente...”

1.    Uma vergonha o cidadão amapaense que quer uma política limpa e cheia de projetos.
2.    Se DEPARA com um candidato medíocre dizendo que faz POLITICA COMO POESIA, a população de Macapá QUER um político que faça gestão competente, que conheça a Lei de Responsabilidade Fiscal, que AME sua cidade e não abandone a sede da Prefeitura como fez o atual Prefeito.
3.    A POPULAÇÃO NÃO QUER POESIA, quer uma cidade com acessibilidade para TODOS, quer asfalto de qualidade nas ruas, quer áreas de ressacas preservadas.... QUER, QUER, COMPETÊNCIA.

4.    DEIXE DE FAZER TEATRO CLECIO.

5.    E na esteira Gilvan atacando.

6.    Candidatos MENTIROSOS que deviam ter vergonha na cara de dizer mentiras,
7.    Agora SOMOS FAMILIA, SOMOS AMIGOS, SOMOS IRMÃOS
8.    TO ESPERANDO ALGUM MENTIROSO AQUI NA AVENIDA MÃE LUZIA PARA FAZER UM FILME,

9.    APAREÇAM, o youtube os espera.





quinta-feira, 25 de agosto de 2016

MITOS E LENDAS DO AMAPÁ > "PIRACUÍ DE COBRA"

MITOS E LENDAS DA BEIRA DO RIO AMAZONAS
POR > NECA MACHADO
PIRACUÍ DE COBRA
CurtirMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Neca Machado MITOS E LENDAS DA BEIRA DO RIO AMAZONAS
BIOGRAFIA DA NECA

Por > Neca Machado (Administradora Geral, Artista Plástica, Bacharel em Direito Ambiental, Especialista em Educação Profissional, Escritora de Mitos da Amazônia, fotografa com mais de 100 mil fotografias diversas na Amazônia e na Europa, Pesquisadora da Cultura Tucuju, Contista, Cronista, Poetisa, Coautora em duas obras lançadas em 2016 em Portugal-Lisboa, Licenciada Plena em Pedagogia, Jornalista, Blogueira com 25 blogs na web, 21 no Brasil e 04 na Europa, Quituteira, 

PIRACUÍ DE COBRA

Só de lembrar Maria Joana ainda tem vontade de vomitar.

Ela amava Acari um peixe da Amazônia, cascudo, feio para muitos e cheio de mistérios, como se fosse sobrenatural, da época dos dinossauros, mas com um sabor inigualável “dos deuses” como dizia minha avó, para muitos, melhor que os bolinhos de Bacalhau.
A farinha era retirada do tal do acari, porque Piracuí na língua Tupi significa farinha de peixe, levada ao fogo, torrada, limpa e colocada para secar ao sol, para não dar bicho repetia Maria Joana.

Muitas vezes ela nem fazia o Piracuí uma tradição da família passada de muitas gerações, sem tempo porque ainda tinha a roça, para cuidar, comprava de quem aparecesse ou trocava com algum produto de quintal, plantava mandioca para a farinha de paneiro, amassava açaí no auguidá, gostava mesmo de uma boa bacaba tirada na hora, mas, não dispensava um bom Piracuí, fazia com ovos de quintal, mexido com arroz e cheiro verde, mas o que mais gostava de fazer era uns bolinhos apimentados de Piracuí para saborear como tira gosto de fim de tarde onde a conversa jogada fora era uma rotina de ribeirinhos do interior do Afuá.

E foi assim que comprou um paneiro de Piracuí daquele Caboco que ela nunca tinha visto por aquelas paragens, ele feito um Uirapuru, cantou no seu ouvido que o Piracuí era dos bons, era de Acari, limpo, catado com apreço e que ela ia gostar, nunca mais ia esquecer do sabor do Piracuí especial dele.
Sorriu um riso enigmático que ela não conseguiu entender, mas, achou ele meio saliente, mesmo assim, comprou o tal Piracuí.
No quintal colheu alfavaca, cheiro verde fresco, cebolinha, tomates, chicória, limão galego e pimenta do cheiro, catou as espinhas do tal Piracuí, achou diferente que ele não tinha as mesmas espinhas dos outros Piracuís, mas, deu de ombros, fez a massa com macaxeira tirada na hora, recheou os bolinhos e começou a fritar para a família que era grande, o cheiro se espalhou pela vizinhança.

Estava bom disse o vizinho.

E assim, comeram os bolinhos de Piracuí a tarde toda jogando conversa fora sentindo o cheiro de pitiu no jiral, quando a Lua chegou furtiva, e com ela o compadre em uma canoa parando puto da vida e dizendo em bom tom: fui enganado pelo filho de uma égua que me vendeu porcaria.
Maria Joana sem entender perguntou: o que aconteceu?
E compadre Bené soltando brasas pela boca disse: Ele me vendeu PIRACUÍ DE COBRA.
Maria Joana atordoada, mas que depressa se apressou em levantar, e disse como ele era? E Bené deu as características do vendedor, era o mesmo que tinha vendido um belo paneiro para ela e eles tinham terminado de saborear um balde de Piracuí de Cobra.

Todos se olhavam feito fantasma, uns metiam o dedo na boca para tentar vomitar, mas nada conseguiam, e ela esperta, olha que já tinha escutado de tudo naquelas paragens, até que comiam rato e cachorro na China, mas, ser enganada por um caboco feito Uirapuru encantado que lhe vendeu Piracuí de Cobra, repetia, NUNCA MAIS!